Tratar Os Efluentes

Turismo De Descoberta
Turismo De Descoberta
janeiro 1, 2022
Sancionada Lei Que Altera Tributação Das Apostas De Quota Fixa
Sancionada Lei Que Altera Tributação Das Apostas De Quota Fixa
janeiro 22, 2022

Tratar Os Efluentes

Tratar Os Efluentes

Essa divisão é feita, pois há uma legislação que responsabiliza as indústrias a tratar os efluentes que geram. Dependendo da atividade da empresa ela pode gerar esgoto que contenham metais pesados, óleos diversos, entre outros componentes, em geral não observados no esgoto sanitário. O adensamento é o processo para aumentar o teor de sólidos do lodo e, consequentemente, reduzir o seu volume. Desta forma, as unidades subsequentes, tais como a digestão, desidratação e secagem, beneficiam-se desta redução. Dentre os métodos mais comuns, temos o adensamento por gravidade e por flotação. O efluente do tanque de aeração é submetido à decantação, onde o lodo ativado é separado, voltando para o tanque de aeração. O retorno do lodo é necessário para suprir o tanque de aeração com uma quantidade suficiente de microrganismos e manter uma relação alimento/ microrganismo capaz de decompor com maior eficiência o material orgânico.

Geralmente utilizado para a remoção de substâncias especificas presentes ainda na água tratada. Atualmente existem várias técnicas para a realização do tratamento terciário.

Tratamento Primário

O tratamento terciário pode ser empregado com a finalidade de se conseguir remoções adicionais de poluentes em águas residuárias, antes de sua descarga no corpo receptor estação de tratamento de efluentes e/ ou para recirculação em sistema fechado. Etapa na qual ocorre a estabilização de substâncias instáveis e da matéria orgânica presente no lodo fresco.

Como Funcionam As Estações De Tratamento De Efluente?

Por outro lado, na indústria sucroalcooleira, um exemplo do efluente é a vinhaça ou vinhoto. Esse resíduo tem origem após a destilação fracionada do caldo de cana-de-açúcar fermentado para a obtenção do etanol, podendo ser reutilizado como fertilizante ou até mesmo na geração de energia, desde que utilizado da forma correta. Além disso, vale ressaltar que existem padrões de descarte também para tais resíduos e muitos deles precisam de tratamento antes de saírem para a atmosfera.

quais são os tipos de tratamento de efluentes

Por Que É Importante Tratar Os Efluentes Domésticos E Dar A Ele O Descarte Correto?

Já sem sólidos visíveis, o esgoto é enviado para o tratamento biológico no tanque de aeração. Lá, ele é exposto à ação de seres microscópicos, que promovem reações bioquímicas e condensam em flocos de lodo a matéria orgânica que até então estava dissolvida no efluente.

Essa fase é composta por milhares de famílias de bactérias e protozoários que auxiliam na remoção dos poluentes. Esses micro-organismos contribuem para a formação do lodo ou na transformação do lodo em grânulos. É importante destacar aqui que todos os sistemas de tratamento de esgotos geram algum tipo de resíduo, e a disposição final dele vai depender de suas características. No caso dos lodos, os tipos de tratamento estão divididos em adensamento, estabilização, desaguamento, secagem térmica e incineração. A água residual que vem das residências deve conter cerca de 1% de sólidos e 99% de material líquido.

O objetivo do tratamento primário é a remoção de sólidos orgânicos e inorgânicos sedimentáveis por sedimentação e a remoção de materiais que irão flutuar por escumação. Aproximadamente 25 a 50% da demanda bioquímica de oxigênio de entrada, 50 a 70% do total de sólidos suspensos e 65% do óleo e graxa são removidos durante o tratamento primário. O objetivo do tratamento preliminar é a remoção de sólidos grosseiros e outros materiais grandes frequentemente encontrados em águas residuais brutas. A remoção desses materiais é necessária para melhorar a operação e manutenção das unidades de tratamento subsequentes. Os efluentes industriais geralmente contêm compostos químicos específicos e facilmente identificáveis, dependendo da natureza do processo industrial. Esses compostos podem ser os produtos finais, precursores ou intermediários do processo, ou impurezas e subprodutos.

Vale dizer também que há normas para os resíduos domésticos em muitas cidades principalmente para aqueles oriundos das fossas sépticas. Por muito tempo isso foi perfeito e não gerou nenhuma preocupação ambiental. No entanto, o aumento dos impactos ambientais negativos causados por esse despejo sem controle tornou-se um verdadeiro problema para o meio ambiente e para a própria espécie humana. O condicionamento químico, usado antes dos sistemas de desidratação mecânica, tais como filtração, centrifugação, etc, resulta na coagulação de sólidos e liberação da água adsorvida. Como o lodo contém uma quantidade muito grande de água, deve-se realizar a redução do seu volume.

E em caso de fiscalização ou até mesmo acidentes, a organização geradora poderá ser solidariamente responsabilizada. Ser enquadrado por descumprimento de leis ambientais pode prejudicar seriamente a reputação da tratadora. A credibilidade da empresa pode ficar comprometida diante da opinião pública e de sua clientela. Pode haver dano de imagem até para a geradora que também é corresponsável pelo manejo de seus resíduos, mesmo que terceirize o serviço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>